sábado, 5 de maio de 2012


Armadilhas do tempo

1
                        Você está preparado pra perder alguma coisa que ama?
                        Independente da simplicidade da pergunta e da resposta óbvia, perdas são coisas que são propícias a qualquer ser humano a qualquer momento e ninguém vai estar preparado para elas.
                        Eu mesma nunca estive pronta para me afastar de coisas e pessoas que gosto, mas infelizmente é um fato que de tempo em tempo vem e atinge como se fosse levar um pedaço da gente, mas não leva. Já perdi o meu cachorro, que era o ser mais próximo de mim, nem minha família passava mais tempo comigo do que o Thammer, já perdi meu avô e essa perda é envolta de grandes arrependimentos até hoje, perdi afastei de algumas pessoas que foram muito importantes na minha vida, e todos os meus melhores amigos atualmente moram fora, dá um aperto no coração só de pensar...
                        Mas tenho pra mim que o tempo é um fator importante para ajudar a superar esses peças que a vida prega na gente, porém ao contrário do que muitas pessoas acham, o tempo não te faz esquecer nada, ele adoça as coisas para que pareçam menos sérias, menos dolorosas para quando olharmos pra trás não nos sentirmos tão sozinhos ou tão dependentes das coisas que perdemos com o decorrer da vida.
                        Só que ele também é traiçoeiro, ele faz a gente sentir saudades do passado, será que você, que está ai sentado lendo este texto, já percebeu isso? Quantas vezes você já disse o quanto você era feliz e não sabia? Pois é, o tempo faz isso com as pessoas, por isso muitas vezes tendemos a querer voltar e recuperar aquilo que fez parte da nossa vida, tendemos a pensar "quem sabe se eu não tivesse feito isso ou tivesse falado aquilo as coisas hoje poderiam ser diferentes?". O tempo dá um gostinho de nostalgia que muitas pessoas confundem com "preciso daquilo outra vez na minha vida".
                        Algumas perdas são irreversíveis, mas temos aquelas que ainda sim, estão ao nosso alcance e querê-las de volta torna-se um objetivo. Mas se um dia precisar de um conselho, leia e grave isso em sua mente: Olhar pra trás só se for ao posicionar o pé para ajudá-lo a impulsioná-lo pra frente. Todo mundo deveria ter isso em mente.
                        Afastarmos de pessoas ou coisas que amamos é normal, sua personalidade foi criada através dessas perdas, você se adaptou a viver sem elas e a partir do momento que você as quer de volta, você não estará mais sendo você, entendeu? Essas coisas nunca dão certo...
                        Mas claro que como tudo na vida tem uma parte boa e ruim, o tempo também tem a sua, ele nos ajuda a deixar as coisas mais amenas, te apresenta pro mundo, te coloca em situações novas, conhecendo pessoas novas e talvez até convença você a deixar que alguém entre na sua vida. O tempo é a mãe que ensina e que castiga, e claro, também é a mãe que te dará escolhas, entre retroceder ou o desconhecido, aquele em que suas perdas são só ensinamentos para as próximas coisas que virão.
                        Cabe a nós, tão propícios a errar, escolhermos o que queremos!

1 comentários:

Carlinha disse...

nossa quee texto lindo amei d++.
bjss
http://coiisinhasdegarotass.blogspot.com.br/

Postar um comentário